sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Programa das Novas Oportunidades em reflexão

Estuário do Sado no Moinho da Mourisca
Boa sorte para os colegas neste reinício escolar
Sábia agarrar oportunidades com coragem, não desistir
A luta traduz-se na esperança de querer alcançar mais
Quiçá para os audazes continuar até à Licenciatura!

O encanto continua a crescer a cada dia
Caminhar na luta sem medos e atropelos
Sentir orgulho do trabalho e das vivências
Valorizar o que de bom ainda existe na amizade!

Até lá não desistam colegas  das Novas Oportunidades!
  • As Novas Oportunidades...
Sinto que cada vez o sistema de ensino está de mal a pior!
Lástima, grande lástima na errante aventura de ter de aguentar calada para conseguir finalizar o 12 ano, mas falta mesmo pouco numa escola que outrora foi considerada de elite em Almada!
Desde 2007 tantas alterações ao Curso EFA, e sempre mudanças para pior.Já lá vão 3 anos lectivos e o Ministério também foi alterando a metodologia...
É certo! Mas o que realmente aconteceu? Esperava mais dos Profs que fui tendo!
Encontrei o indesejável, muita falta de fibra intelectual, vontade, e carácter!
Os vi  limitando -se a encolher os ombros, a conversar e rir nas esplanadas dos cafés, ao portão a fumar numa  de gozar o esquema do funcionalismo público!
Falta de atitude proactiva num curso novo -,obviamente também necessita de aprendizagem para mostrarem serviço, deviam apostar na leitura das normas para saber interpretar directrizes novas, e no caso de dúvidas persistirem instigar a equipa da Drel, até à exaustão!
Então não há chefias? Deviam ter um Prof encarregado de coordenar todo o Staff de Profs do Curso EFA para recolher dúvidas e dirigi-las a quem de direito para questionar o ilegível
dúbio...Reconheço que as normas não sendo lineares e transparentes são dificilmente aplicáveis...Deveriam apostar em providenciar harmonia e consenso para as várias equipas de trabalho com pessoas determinadas no objectivo de fazer bem feito. Mas preferiram deixar correr o tempo, senti que todos desprestigiaram o Curso EFA, despojaram-no de credibilidade!
Este ano outras mudanças. Se é substantiva a rondar o inteligente, só no fim se verá!
Continuam dois Profs para cada turma, contudo dividem o horário e o trabalho...
Desde o início do Curso percebi e contestei a dupla de Profs. Ousei escrever sobre o assunto na 1ª Reflexão que me pediram...Falo do jogo de cintura necessário, conflitos que observei, negações, o ficar para 2º plano...Esmagado...Coitadinho...Sem abrir o pio.... Enjeitado...!
Agora apenas um Prof de cada vez....o que irá dar?
Boa pergunta?
Brilhante conclusão?
Apenas uma terrível confusão!
Antes eram dois. Um pouco ou nada fazia. O outro limitava-se a estar presente a jogar jogos na net. Verifiquei a falta de responsabilidade em credenciar a frequência dos alunos nas aulas ...
Pior ?
A negligência do registo da validação de fichas para comunicar ao Mediador que por sua vez as teria de inserir em sistema informático...
Mau...Muito mau....
Risos...
Quando chegava a hora de validar e passar o certificado ao aluno...Onde estavam os papéis?Perguntas? Interrogações...Como confirmar? Piada!
Valeram-se de mim, algumas...Muitas vezes....
  • Sabe se o fulano X , fez aquela ficha?...
Afinal eu uma mera aluna sem o 12º ano...
Verbalmente "certificava" o aluno X ?
Aconteceu... E mais...Alguns Profs nem sequer estudavam os assuntos solicitados por eles nas fichas de trabalho!
Lamentável no momento da correcção ao nosso lado proferiam à boca cheia...não sei nada disto...Pergunto? Independentemente da Licenciatura do Prof, se este elabora uma ficha de trabalho, é óbvio que tem de saber sobre o assunto, tem de fazer investigação, ou estarei enganada?
Afinal os temas solicitados aos alunos , todos do censo comum, cultura geral, vivências...
Cada Prof remava para onde lhe dava jeito.Alguns não cumpriam horários, conversava-se de tudo...EM anarquia total, apenas assinar o livro de ponto...Alguns terrivelmente cansados...Queixas e queixumes de reuniões....Mas e os resultados? E a eficácia? A valentia de ousar ser diferente?
Nada...O que interessava era o ordenado ao fim do mês, desabafar com os alunos, e sorrir com elementos do Conselho Directivo...Convêm aqui ter amigos ...
Tudo a descredibilizar o Curso EFA a desmotivar os alunos, muitos no desemprego, apanágio contraditório de tais infames atitudes!
Um reparo!
Massificação de temas como as politicas de emigração, pluricultariedade, multiculturalidade e, que a meu ver originou a duplicação de dois blocos de trabalho em CP, em vez de apenas um.
Mau...Mau mesmo!
Agora este ano na vez de tomarem uma postura de decência e credibilização do sistema e da própria Escola em valorizarem os ALUNOS...NÃO!
Continuaram a falar à boca cheia, eu sei, eu ouvi o que chegava aos ouvidos do Conselho Executivo, ninguém recebe opiniões de outros, cada um fez à sua maneira.....Não gostam de trabalhar em equipa...
Mau, muito mau!
O que deveriam ter dito para mitigar tanta revolta!
Estarem os dois presentes na apresentação e falar do novo esquema de trabalho...
Afinal um nada sabia do outro e vice versa, os dois a remar em sentidos opostos...
Lástima!
Senti falta de perfil para gerirem situações de conflito.Deveriam começar por abordar o tema do passado, aligeirando...Independentemente daquilo que pudessem ter ouvido...
aflorando o reparo,- estamos aqui para colaborar, ajudar...
Os alunos mereciam essa postura de rectidão, de respeito!
Alguém decidiu juntar cinco turmas em patamares diferentes.Negligenciaram uma atitude proactiva rumo ao sucesso do curso. Não aboliram alguns procedimentos nefastos, não alteraram conceitos.Faltou dizer que tinham disponibilidade, numa inter ajuda de trabalho em equipa.Tudo em prol de uma forma amena e justa para que o curso termine com expectativas positivas .
Nada, mesmo nada!
Balburdia completa.
  • Falta de entrosamento nas matérias a dar por cada um.
  • Falta de planificação das fichas de trabalho.
  • Falta de método e organização de trabalho!
Recomeçaram o ano lectivo no dia 1 de Setembro  as aulas começaram a 15.
Pergunta-se o que fizeram?
Não fizeram nada!
Não estabeleceram práticas entre si para pelo menos expor aos alunos no dia da apresentação.Já passou uma semana, e nada mesmo nada, um deles ainda disse, este fim de semana vou ter muito que fazer para depois vos trazer....Coitado do Prof até teve de trabalhar na semana inglesa...

Hoje dia 30 ainda não entregou a ficha nº 1 na totalidade, já teve nnnn alterações...
No entanto entregou a ficha nº 2...Dá para entender?
Estarei a abusar ? Digam-me!
Pergunto o que andou a fazer mais 15 dias? Ah teve reuniões!
Esclareceram algo de concreto? Útil e de bom para a escola e para os alunos?...
DUVIDO! Grande NOIA...
  • A máfia de pseudos PROFESSORES!
Mal habituados estão.Com o ordenado ao dia certo sem nada, ou muito pouco produzirem!
Somos nós que lhes pagamos os ordenados...Sabiam?
  • Lamentável foi a entrada de todo o tipo de licenciados para o ensino com licenciaturas desadequadas ao ensino, sobretudo sem espírito e prazer para o ensino!
Ser professor tem de se ter aptidão pelo gosto de ensinar e transmissão da mensagem , da cultura e dos bons costumes..Isso era no meu tempo de antanho.
Agora estão-se marimbando, dizem que não são encarregados de educação!
Por isso e mais que por falta de tempo não posso continuar este rol...
  • Aprovo o ENSINO PRIVADO!
Isso sim será o futuro, só é colocado quem for realmente bom!
Sabem que a maioria de alunos sai das escolas sem saber escrever, ler ou redigir?
Ah, os Prof descartam-se com o Ministério....Se cada um não fizer a sua parte, o país afunda!
  • O que dói? Alguns perfilam a política de esquerda...Mas deitaram a doutrina no arquivo sexto?
Andam loucos... Excesso de liberdade, individualismo e muita falta de respeito!
Continuam até um dia que alguém de tomates
Diga BASTA!

Em conclusão para reflectir!

Num novo paradigma de modelo de educação ou de ensino escolar que tem vindo a crescer, os professores devem adequar-se a um novo estatuto de ensino, onde será sempre mais importante a capacidade do aluno pensar e expressar claramente as suas ideias, solucionar problemas e tomar decisões em vez da memorização de factos ou da repetição de respostas certas.
O que me apraz dizer após ter frequentado 1150 horas num curso EFA - que não deveria  em virtude de mais de 30 anos como empregada bancária acabando em funções de gerência a juntar 3 de administrativa nos CTT e toda uma vida de mais de 30 anos de casada, sendo organizada na economia do Lar e mãe sem empregada a dias.
Coisa para pensar - deveria ter frequentado o RVCC...
  • Já uns e outros frequentaram cursos análogos e saíram com diplomas!
O problema(?) A difícil interpretação da coisa nova - pois! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog