quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Desejo-te Tempo…

Aprender a gerir o Tempo na nossa vida!
Aprender a gerir o tempo de trabalho é ser organizado em função das prioridades e das obrigações de cada um. Como finalidade, esta tarefa consiste em saber articular as várias dimensões da nossa vida, e medi-las “tipo” balanço, para atingir o equilíbrio entre as responsabilidades profissionais e a dedicação à vida familiar e social.
Por isso existe a exigência de acordar para uma nova realidade da vida actual, gerir o nosso tempo em função de saber organizar, de forma partilhada, aprendendo a delegar tarefas, aceitar e fazer concessões, inovar e mudar conceitos; sentir-se realizado e feliz para aguentar situações adversas e inesperadas de saúde ou outras e saber responder no momento com lucidez e destreza na sua imediata resolução.
Como primeira análise começar por fazer uma introspecção ao seu ego, há quanto tempo não pensa em si? Interiorizar este conceito de gostar de si é a aposta em saber gerir o tempo, o trunfo de ter todo o tempo do mundo para ser feliz!

Desejo-te Tempo…

Poema de Elli Michler
Retirado de www.ellimichler.
Poetisa alemã , nascida em 1923 e morta em 2014 .
Em português:
https://www.donbosco-medien.de/desejo-te-tempo/b-494/212
https://www.donbosco-medien.de/a-vida-as-obras-a-poesia-desejo-te-tempo/b-494/208
http://lyricstranslate.com/en/ich-w%C3%BCnsche-dir-zeit-eu-desejo-te-tempo.html
http://italostephanarquiteto.blogspot.de/2011/04/o-que-eu-te-desejo.html

Não te desejo um presente qualquer,
Desejo-te somente aquilo que a maioria não tem:
Desejo-te tempo, para te divertires e para sorrir,
e, se o aproveitares, para fazeres algo por ti.

Desejo-te tempo para ações e pensamentos,
não só para ti, mas também para oferecê-lo aos outros.
Desejo-te tempo, não para pressas e correrias,
mas tempo para que sejas feliz.

Desejo-te tempo, não apenas para passá-lo.
Desejo que te sobre tempo
para a admiração e para a confiança,
em vez de tempo para olhar para o relógio.

Desejo-te tempo para alcançares as estrelas,
e tempo para crescer e amadurecer.
Desejo-te tempo para esperar e para voltar a amar.
Pois não faz sentido adiar.

Desejo-te tempo para descobrires
felicidade em cada hora, em cada dia.
Desejo-te também tempo para perdoar.
Desejo que tenhas tempo para viver!

Encontrei uma versão deste poema na net do Padre José Carlos de Azevedo e Sá

"Não te desejo um presente qualquer.
Desejo-te somente aquilo que a maioria não tem.
Tempo, para te divertires e para sorrir;
Tempo para que os obstáculos sejam sempre superados
E muitos sucessos comemorados.
Desejo-te tempo, para planear e realizar,
Não só para ti mesmo, mas também para doá-lo aos outros.
Desejo-te tempo, não para ter pressa e correr,
Mas tempo para te encontrares a ti mesmo,
Desejo-te tempo, não só para passar ou para vê-lo no relógio,
Desejo-te tempo, para que fiques;
Tempo para te encantares e tempo para confiar em alguém.
Desejo-te tempo para tocar as estrelas,
E tempo para crescer, para amadurecer.
Desejo-te tempo para aprender e acertar,
Tempo para recomeçar, se fracassar.
Desejo-te tempo também para poder voltar atrás e perdoar.
Para ter novas esperanças e para amar.
Não faz mais sentido protelar.
Desejo-te tempo para ser feliz.
Para viver cada dia, cada hora como um presente.
Desejo-te tempo, tempo para a vida.
Desejo-te tempo. Tempo.
Muito tempo!"

Parafraseando o poema, comungo da ideia que a maioria das vezes nos desculpamos, hoje em dia, com a falta de tempo. Atrás desta desculpa escondemo-nos de muitas coisas e passamos muito tempo a pensar e a dizer que nos falta tempo. E ele, o tempo, afinal começa mesmo a ser pouco. Esta ideia domina as nossas vidas, atitudes e escolhas. Falta-nos tempo para tudo: aprender algo de novo, ler, telefonar aos amigos, visitar os pais ou doentes, brincar com os filhos e ouvir o que têm para nos dizer, passear e divertirmo-nos, sonhar…até para perceber a “Falta de Tempo” que temos.

Embora o tempo passe à mesma velocidade de sempre…parece-nos que cada vez passa mais rápido! O tempo passa, passa…e vai passando!
E depois?
Depois poderá ser tarde para tudo!
Poderemos não ter pais para visitar, serão os filhos a não ter tempo para nós, teremos tempo para passear mas não amigos, tempo para sonhar, mas falta de tempo para realizar sonhos…Deixamos o tempo passar…e o tempo levou o nosso tempo…
Não podemos dizer como na cantiga: “Oh tempo, volta pra trás”.
Adiamos muitas coisas julgando ter tempo.
Mas “deixamos o tempo passar, e ele levou o nosso tempo”.
Vida e tempo fazem uma simbiose perfeita.
Não há vida sem tempo nem tempo sem vida.
Tenho andado um pouco arredada e se calhar até penso que é por falta de tempo! …
Se me perguntassem, julgo que era o que diria sem pensar: -Não tenho tido tempo.
Mas não é verdade.
Da falta de tempo ninguém se pode queixar.
Temos o tempo todo para gerir e aproveitamo-lo tão mal!
Tantas ausências! Por falta de tempo…
Tantas coisas adiadas! Por falta de tempo…
Tanto aborrecimento! Por falta de tempo…
Tanta desilusão! Por falta de tempo…
Tanta crise na família! Por falta de tempo…
Tanta crise na sociedade! Por falta de tempo…
Tanta falta de amor! Por falta de tempo
As “férias” do Carnaval estão aí à porta.

Vamos lá encontrar tempo para ficar uns com os outros, encontrar tempo para a VIDA, enfim encontrar tempo para fazer tantas coisas permanentemente adiadas.
Eu tenho tempo.Tempo é coisa que não me falta!
Oxalá o saiba gerir bem. Luto por acreditar que vou conseguir.
A fé comanda a minha vida!

2 comentários:

  1. Este poema é de Elli Michler www.ellimichler.de ,
    poetisa alemã , nascida em 1923 e morta em 2014 .
    Em português:
    https://www.donbosco-medien.de/desejo-te-tempo/b-494/212
    https://www.donbosco-medien.de/a-vida-as-obras-a-poesia-desejo-te-tempo/b-494/208
    http://lyricstranslate.com/en/ich-w%C3%BCnsche-dir-zeit-eu-desejo-te-tempo.html
    http://italostephanarquiteto.blogspot.de/2011/04/o-que-eu-te-desejo.html

    ResponderExcluir
  2. Caro Hallochen agradeço a cortesia da visita e a partilha que desconhecia.O que encontrei em 2010 foi um poema de um padre inspirado neste, sem mencionar a autora. Procedi à devida rectificação. Bem haja pelo cuidado em prestar a correta informação.

    ResponderExcluir

Seguidores

Arquivo do blog