quarta-feira, 28 de abril de 2010

Poema Dores...muitas dores!

Sinto uma agonia
Um pranto,muita dor
Coisa inédita, sem igual
Apanágio d'alma
Luto carregado afinal

Tamanha tristeza
Tamanha dor
Tamanho desanimo
Tamanhas ânsias

Apagada
Sem brilho
Um caco partido
Aguardo restauro
Criativo de mestre

Mágoas, tantas mágoas
Tanto sol, e mesmo assim
Tantas mágoas, mágoas demais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog