segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Osso duro de roer...o amor!

A melancolia da  chuva ...
Tão pouco sol em  esplendor ...
Deixa o meu estar no rasto
Do espio alvoroço...
Viajar em liberdade
Que seja divagar no  pensar!

POEMA
Eu sei que eu tenho um jeito
Meio estúpido de ser
E de dizer coisas que podem
Magoar e te ofender
Mas cada um tem o seu jeito
Todo próprio de amar
E de se defender
Você me acusa e só me preocupa
Agrava mais e mais a minha culpa
Eu faço e desfaço, contrafeito
O meu defeito é te amar demais.
Palavras são palavras
E a gente nem percebe
O que disse sem querer
E o que deixou pra depois
Mas o importante é perceber
Que a nossa vida em comum
Depende só e unicamente de nós dois
Eu tento achar um jeito de explicar
Você bem que podia me aceitar
Eu sei que eu tenho um jeito meio estúpido de ser
Mas é assim que eu sei te amar.
Palavras são palavras
E a gente nem percebe
O que disse sem querer
E o que deixou pra depois
Mas o importante é perceber
Que a nossa vida em comum
Depende só e unicamente de nós dois
Eu tento achar um jeito de explicar
Você bem que podia me aceitar
Eu sei que eu tenho um jeito meio estúpido de ser
Mas é assim que eu sei te amar.

Mas que grande pensamento!
"Conheci o bem e o mal
O pecado e a virtude
O certo e o errado
Julguei e fui julgado
Passei pelo nascimento, e pela morte
 Pela alegria e pelo sofrimento
Pelo céu e pelo inferno
E no final eu reconheci que estou em tudo 
E que tudo vive em mim." 

Esmioçar cada palavra até conseguir decifração  na  importância e lugar na minha vida.
  • Por norma o que acontece é agarrar-me a coisas, a ideais que não têm nenhum valor e em quase nada acrescem à minha vida, pelo contrário criam grilhões que me  prendem à matéria, ao efémero, à ilusão.
Maldito karma 
Assaz bom senso
Do certo e do errado
Do fazer e estar quieta
Querer e fazer de conta...
Mudar e ficar na espera
Adomecer a ver o tempo passar
Arrelia os dias este mau estar
Medo de tudo, de todos afinal
Arrefece a luz doce do meu olhar
Ainda assim aflita sem népia de sol

Podia tentar mudar, olhar duma outra perspectiva, perceber que muitos problemas poderiam ser bem mais simples de resolver, do que me parecem... 
  • Urgente rever algumas crenças . O mundo gira em constante mutação, se os ideais não mudarem ao mesmo ritmo, algo não está bem. Apesar do que pensava em anos anteriores, não é o mesmo que penso agora, mal seria…
  • As minhas emoções um constante "osso duro de roer"  precisamente pela resistencia às mudanças e às evoluções - resulto final de parecer uma romântica e na prática nem coisa que o valha...
Sábio é saber que o relacionamento sem romance é o quê, para além de ser uma valente seca?
  • Casal  que se encontra apaixonado-, em última instância é para percorrer um caminho juntos, na evolução em simultâneo (coisa rara mas possível) no sentido de atingirem a Montanha.
Grande o objectivo no empenhar de haver  muito romance, muita aventura, loucura  sem tabus, e muita alegria  pela cumplicidade no estar juntos e felizes.
  • Dá trabalho, sim dá e depois? 
  • Pior a  outra opção é caminhar só...no viver só, apesar de acompanhada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog