sábado, 15 de fevereiro de 2014

Gostas de mim?...Amor

Quanta? Quanto Querer? E... não te ter!
Poema escrito em 2009



Quanta tristeza por não te ter 
Quanta angústia da fuga fugaz
Quanta inércia, de nada te ver fazer   
Quanta mágoa sem um olá…
Quanta falta de coragem em vir, e népias
Quanta ânsia da surpresa, debalde mão vazia
Quanta maldade cúmulo de dias deste alto sofrer
Quanta dor infringida de tantos silêncios...
Quanta incerteza acaso, desvarios, no palco vadio
Quanta espera, exausta, e nada acontece
Quanta intolerância a pequenos arrufos
Quanta distância fria, e no entanto juntos…
Quanta esperança desfeita, corações dilacera!
Quanta saudade de nós em maré alta
Quanta vontade descobrir o brilho e  som do mar…
Quanta emoção do desejo abafar, na fuga aventura
Quanta loucura sonhar deleites a dois perdidos...
Quanta triste sina fazer acontecer no meio de silêncios...
Quanto alívio encapuçado de te querer, sem te ter!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog