domingo, 13 de julho de 2014

Hoje 13 de julho em dia de aniversário

A imprevisibilidade do conhecimento virtual na voz de um homem imensamente jovem na casa dos 30, o último aqui conhecido Francisco Coimbra, pelo apelido aceitei, logo percebi  que era nome FALSO!
No desplante dizia-me "Anda a visitar monumentos, não acha  as pessoas mais interessantes? 
Embebedando-se com a escrita e a fotografia? Ora embebeda-se com as drogas erradas...
Escreva, faça como os escritores e não viva...Ainda fica uma "gatinha charmosa de meias pretas"...
Convido-a para me dar a mão, nem que seja por momentos, não quer?
Não aceito a recusa, por isso o lamento, pois gostava muito de a conhecer, fico com pena porque não ando há procura de cromos virtuais. Já percebi  que prefere gente morta!
Falo assim sendo livre de pensar o que quiser.
Aliás tenho para mim quem é demasiado contemplativo, quem pensa demais, perde grande parte da vida. A Maria fique por onde quiser, aliás ainda nem passou da sua cadeira, que para uma pessoa que escreve tanto e que pensa tanto sobre a vida, interrogue-se-, se o melhor sítio para ter amigos é na virtualidade.
Um dia prometo ler uma crónica sua...
Como dizem as pessoas finas por aqui "passe bem".Peço desculpa de alguma palavra indelicada!
Se revelou ser homem de mau perder, que se define  neste meio um predador -, segundo ele todos os meses muda de cartão de telemóvel, com isso baralha  mulheres que conquista,  marcam encontros para tomar café,  na volta se ri delas quando inusitadamente se apercebem que é ele de novo que se apresenta, sendo que as enganou de forma farsante nas SMS, sem com tal artimanha de malvadez elas sequer se aperceberem...Um impostor  sem escrúpulos !
"...Duma maluca se ela dissesse bem de mim é que eu ficava aflito..."
Feliz por mim, pelo meu estar conservador , embora goste de conhecer e deslindar porquês em gente anónima, por isso dei alguma conversa -, homem devasso, só pode ser complexado, de grande perturbação e carência afetiva -, que dele se cuidem as mulheres, a última disse ser professora, depois do último encontro para tomar café quando ela o vê ali na frente de riso cínico foi-se embora e depois ao telefone lhe vomitou na cara o que ele não gostou de ouvir, disso senti ficou terrivelmente incomodado...Ora foi muito bem feito, nem outra coisa seria de esperar de alguém que se sentiu ludibriada!
Adeus e passe bem, que de mim só levou conversa e pouca, mas bem tentou aliciar-me para me conhecer!
Soou a deselegante desaguisado este conhecimento de dias, já removido.
Neste agora  desagradável ainda presente de ontem -, que hoje  13 de julho despoletou a lembrança do meu primeiro conhecimento virtual, ainda nem existia o Facebook...
Porque raramente se recorda -, a alegria, na teima em guardar bem perto apenas as memorias de sofrimento... No meu achar todos  de uma maneira geral -, uns mais do que outros temos um lado masoquista, ou não?

Prefaciando o início da crónica...
Nada como recordar um belo poema QUE ALGUÉM DISSE
Florbela Espanca   

"Refugia-te na Arte" diz-me Alguém

"Eleva-te num vôo espiritual,

Esquece o teu amor, ri do teu mal, 

Olhando-te a ti própria com desdém.
Só é grande e perfeito o que nos vem
Do que em nós é Divino e imortal!
Cega de luz e tonta de ideal
Busca em ti a Verdade e em mais ninguém!"
No poente doirado como a chama
Estas palavras morrem... E n'Aquele
Que é triste, como eu, fico a pensar...
O poente tem alma: sente e ama!
E, porque o sol é cor dos olhos d'Ele,
Eu fico olhando o sol, a soluçar...
... Da impressão causa efeito do conhecimento virtual -, de teimosia  e interesse tamanho  em saber e perceber se era real decidi ao fim de um ano o querer conhecer em carne e osso!
O hebísco a flor onde se gosta de fotografar de férias no Algarve. 
 Olhei para ele assim aberto, em carmesim atrevido,desplante o meu estar de pasmada e de boca aberta a pensar em ti -, nos bons momentos de tanta hora a teclar...O que nos rimos e divertimos!
Apetece-me  aqui neste meu diário falar-te...
Meu bom  e querido amigo "JM" 
Tudo em ti instiga sorte, mudança e aventura -, sabes que tens bué feeling!
Fatal  desejo seja elege-te um hino neste dia de aniversário, por ter sido incrível  a nossa boa amizade gerada aqui neste meio virtual, quando acedi pela primeira  vez a medo ao clicar no teu convite que me dirigiste sem me conhecer, nem eu a ti, muito menos amigos comuns!
Porque as datas servem para matar saudade das pessoas que se gostam de verdade!
Independente de tudo serás sempre um amigo especial, com lugar cativo no meu coração!
Obrigada pelo carinho que sempre me dedicaste em anos, por me teres ouvido nas minhas dores, sem jamais perguntares NADA . 
Bem hajas por teres feito parte da minha vida.Também pelos elogios que me teceste-, por o muito que aprendeste comigo, também porque nunca tiveste uma amizade tão longa no tempo.
Amigos como tu só conheci depois dos 50 anos, na lista foste o segundo, sendo o primeiro" LJ"! 
                      HINO 
Homem de sonho, um dia sonhado.
Exala charme no tamanho "M" carmim 
Vaidoso na cor lima, desnudado é o fim!
Lindamente trajado a oiros ao pescoço
Assim crucificado, sufoca de brilho!
Cabelo grisalho e sobrolho carregado
Olhar doce em tons de outono.
À laia do Abrunhosa  abusa em óculos de sol

Malícia o sorrir de sabor  doce a mel
Jus a modelo ao jeito do andar travesso... 
Jeans justas a driblar de ténis sapato 

Dentes a imitar espuma de mar
Sorriso meigo  inocente, sem o ser!
Covinha marota no queixo
Pele  bem cuidada de barba rija!
Mãos talhadas por Deus de bela unha
Silhueta elegante? Já lhe conheci melhor figura...
Visão em carne e osso de porte atlético!
Amante da tradição e dos bons costumes
Amigo do seu amigo  e da família
Bom íntimo, fiável com aura de rey!
Ama sentir a  liberdade!
Intenso viver sôfrego cada momento
Sonhador não esquece África!
Fogosa boa vida gozada na praia
Saudosista, sincero, frontal e franco 
Cariz tímido, reservado e teimoso!
Signo fogo, no ímpeto escalda a cristal
Power o  prazer das mulheres gostar!
Sedutor nato mata a que quer conquistar
Sexy, amante fervoroso soa a prémio novel...
Aventureiro e mulherengo, quanto baste!
Ama  mulheres de carater  imprevisível
Na surpresa  a fantasia em privado ou arraial
Desenfreado procura  mulher que não existe
Acometido no limite de dúvidas e incertezas...
Difícil o estar satisfeito, será insatisfeito?
Terrível conquistador imita "Casanova"
Delira causar fascínio em mulheres adormecidas
Carentes de amor ardente e famintas ...
O que deixa transparecer no  seu acordar...
Algo instiga a dizer seja  convencido!
Almeja  química e cumplicidade nelas
Adora no fio da navalha  sentir a paixão
Calorosas em dualidade que sejam duplas...
Ama o seu harém ao jus dos genes de árabe
Debalde o fim de romances vulcão! 
Consciente o saber, que tem de se afirmar!
Passa por faixa de 40 e já passou dos 60...
Não esquece dar graças à vida 
Reza todos os santos dias
Pelas coisas boas alcançadas
Que a vida lhe tem dado de graça!
Emotivo, ora feliz ora nostálgico
Mui vezes ar de bebé no inocente rir...
Pensativo, enigmático e calculista!
Tem dias abusa da ironia e graceja
Demora a agir, decidir, só pensa em teclar!
Mata conversa no impulso "já volto"...
Adepto da coragem e  do orgulho!
De nervos impulsivo, abusa da palavra dura
Tom ríspido, agressivo, da boca para fora ...
Logo amua, amuado, e de que maneira!
Bicho de palco adora brilhar
Admirado e bajulado, homem mágico!
Romântico, igual jamais conheci outro... 
Sedutor de corpo belo esbanja glamour
No convívio com amigos adora parodiar
Fervoroso  amante de festa!
Louco pelos prazeres da dança
Nadar no mar, piscina e a correr
A pensar na linha  e libido em auge
Ama gozo de férias e lazer a contemplar
Sejam mulheres, mãe natura, sol e o mar.
Norte, Alentejo, Algarve, Cabo Verde ou Brasil
Êxtase o apogeu sempre a  destilar paixão
Que o calor nele desperta em demasia
Não desperdiça boa  e nova companhia...
Artimanha  sábia seja a mentir...
Amiúde semblante quieto que brilha!
Masoquista, sofredor, na deixa  pensativo?
No limite herói de muita mulher...
Pobres almas a fixa vive em casa
Ainda assim o sinto imensamente Só!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Arquivo do blog