segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Interesse galopante acontece neste Blog!

O histórico de todas as visualizações do BLOG, nesta manhã : 200.025 !
Ultrapassada a barreira dos 200 mil , a 11 de junho tinha passado os 100...
É muita visualização diária, muita gente a ler-me, será??!
Foto tirada em 1981, grávida, já de olhar o mundo para lá do infinito!
No finca pé no pensamento " Não és bom porque te louvam, nem desprezível porque te censuram; és o que és, e o que poderão dizer de ti, não te fará melhor do que vales aos olhos de Deus."
Certo é temos de filtrar aquilo que entra dentro de nós. Apenas devemos permitir que entrem as críticas construtivas que são essenciais ao nosso crescimento. A sensibilidade exacerbada pode provocar estragos irreversíveis nas relações. Se antes de  se reagir, impulsivamente, o melhor seria decifrar se há motivo para se insurgir e se houver, então insurgir-se de forma serena...apesar de selectiva, ainda nesta idade perco as estribeiras em momentos imprevisíveis, e sei não o devia!
Pálida de espanto, ainda assim vaidosa e orgulhosa, sentimentos que desde já agradeço encarecidamente, endereçando os votos sinceros a todos , do meu muito, mas muito obrigado, bem hajam!
Até fico constrangida, porque não fazendo o uso das regras da gramática (?) a minha escrita modela-se a jus da intuição e do coração que a ditam-, quisera eu poder escrever as palavras exaltadas e duras, e ainda outras sentidas carregadas de afetos, solidão ou carências, que tantas reprimo a custo, sofrendo -, apesar da consciência e da necessidade,  que urge ser e resguardo. Ainda há gente mesquinha que lê distorcido a realidade da fição, que alvitra maldade , sendo elas próprias de má índole, com isso a facilidade de rotular os demais, para não se sentirem sós, na estatística de gente maldizente.
Quantas vezes o meu coração sangra de dor, que na escrita  se mostra a rir seja a descrever ao sabor da poesia a paisagem, as pessoas, os pormenores ou afetos...
Agrilhoada em ferros nesta vida insípida triste e sem valias(?) de quase nada, ainda assim em glória, por não ter preocupações de maior, sinto-me uma eterna insatisfeita. Queria mais. Muito mais. Sou uma mulher sonhadora. Olho para o espelho que a cada dia não me dá tréguas, agride, e fala alto, que me deixa em tonturas, desvairada. Envelheceste.Convence-te.Estás na última fase da tua vida...
Sinto-me viva, por dentro nova, cheia de energia, as rugas só dão prestígio, e a maturidade é uma licenciatura de vida, com tanto ainda para partilhar, dar e receber!
Pois o sei. Mas aceitar esta verdade e não poder fazer o que quero (?) por comodismo, e habituação, é flagrante dilema. E ver mulheres ricas a tratar das mazelas do corpo em clínicas da especialidade, vestir-se na alta costura, guiar bons bólides, gozo em  hotéis de cinco estrelas com SPA e massagens...ficou-me no mesmo querer , ainda de viver férias sem tempo, pelo mundo, desfrutando de paraísos de águas cálidas, com água pela cintura, mergulhar entre corais, e boiar de mansinho sempre de olho no fundo do mar, a saborear água de coco e prazeres carnais, nos areais infinitos, sob sombras de coqueiros, e rir do sol  brilhante e quente por entre as folhas abertas, e num ato imprevisível trepar, trepar, e cair-, em amor sufocante!
Quero tanto partir para longe...O que eu amaria!
Maldito ou bendito, o jogo do euro milhões, neste agora acabadinho de sair no montante de 190 milhões, sendo o sorteado supostamente de Castelo Branco(?)...pela benção se sinta realizado,o goze como lhe aprouver, já eu não fui contemplada  nesta sorte que almejei, confesso-, o mesmo acredito, em tantos como eu comungantes no mesmo desejo do jackpot  -, foram-se em ais flagrantes os desaires dos meus projetos-, que por chão se escafederam esfarrapados em fanicos!
Porque a ser sortuda, com este bafejado jogo-, sempre sonhei com ele investir em prol de uma vida melhor para muitos, não podendo ser todos, ainda assim muita gente!
Primeiramente num bom centro da 3ª idade com todas as modormias, para acabar os meus dias em glória de conforto, saúde e hospitalidade, família, e de muitas outras pessoas, e aposta num hotel com SPA com todas as infra estruturas desta vida moderna, com vistas para o Maciço de Sicó, ofertar casas a pessoas que ao longo da vida se cruzaram comigo e senti muito sofridas, dar muito, mas muito, para fazer felizes quem nunca o foi, fomentar empregos, porque o dinheiro é para repartir e fazer felizes as gentes!
E depois mal sentir a "casa arrumada" sair pelo mundo na aventura de todos os dias, conhecer paisagens, tórridas, amenas, agrestes, desérticas e gélidas, sempre a saltitar emoções,  sabores, cheiros e pessoas. Sem jamais descuidar uma hora diária nas tarefas de responsabilidade, seja  na análise das contas bancárias ,no controlo das operações de risco zero, e dos juros, mas sobretudo a controlar o advogado e o economista, contratados para gerir a fortuna.Porque quem não cuida do que é seu, mais cedo ou mais tarde perde o fio à meada. Sou exigente e controladora, em contra partida pelos préstimos e honestidade, sou generosa, sempre gostei de dar e dou em demasia!
Perdi-me no delírio, não fui a sortuda, mas fui aqui nesta minha riqueza que tem sido a escrita, onde as alegrias tem sido contagiantes ,dando-me a força e confiança para continuar, que também me apaziguam a alma e a alivia nos infortúnios, ainda assim me sinto plena como o que sou, e com o que tenho  por via do afastar o medo, e de mãos abertas  quero receber bençãos que surjam e ainda me surpreendam!
A meta é melhorar, crescer e ser feliz, independentemente dos parâmetros de vista!
Redobro em regozijo os aplausos com muitos beijos.
Muito, mas muito obrigada -, a todos sem exceção, mesmo os que entraram no Blog por engano, e logo saíram!
Hoje fizeram-me sentir uma Mulher de "M" Grande!

2 comentários:

Seguidores

Arquivo do blog