domingo, 8 de maio de 2016

A Ponte Salazar faz 50 anos, disparate mudou em minutos para ponte 25 de abril...

A Ponte sobre o Tejo celebra no dia 6 de agosto 50 anos. Este foi o seu nome de nascença e designação legal do qual se manteve durante a construção, contudo para a inauguração foi renomeada para Ponte Salazar-,apesar deste nunca ter ido durante a sua construção ver o andamento das obras, acontece que o seu Ministro da Economia(?) para celebrar o evento mandou cunhar uma moeda em prata com a efígie da ponte e a inscrição SALAZAR (o meu pai tinha uma, estupidamente dei-a e muitas outras...) que causou embaraço-, conta-se que Salazar ao ver a medalha com o seu nome na ponte ficou perplexo, sendo que  a viria depois a aceitar , até exigiu que as letras em cobre fossem bem presas no cimento armado em detrimento de serem aparafusadas-, citando as memórias do Almirante Américo Tomás. Posteriormente devido à revolução dos cravos, na ira, alguns teimaram designa-la por Ponte 25 de Abril, e assim continua...pessoalmente não concordo, o 25 de abril em nada participou na sua construção, e sim o governo, os Ministros de Salazar-, porque ele não queria a ponte para não gastar dinheiro, homem obstinado, forreta e avarento do signo Touro...Sendo certo que o seu nome está associado ao Fascismo, à Pide, à falta de Liberdade e à penúria em que deixou o País, sendo que bem podia ter singrado industrialmente após a 2ª guerra mundial, apesar de ter deixado os cofres abarrotar de ouro, se algum era de judeus refugiados (?) e a não ficar em Portugal, ficaria por certo na Alemanha, nem sei se não foi devolvido(?). Mas quer se queira ou não, esta obra, foi mérito da maioria dos seus Ministros que tinham ao tempo visão visionária, e que ele veio a concordar em  a mandar fazer e pagou com o dinheiro dos cofres do Estado, sem recorrer a empréstimos.
A meu ver os feitos deviam ficar na história com o nome de quem os mandou fazer!
Porque ninguém é perfeito, com o 25 de abril ganhou-se a liberdade, a globalização e acabou a guerra no Ultramar , mas como não há bela sem senão, passou-se a sentir menos respeito cívico pelo semelhante e a educação é quase inexistente, a que se acrescenta a alta corrupção sempre a somar milhões de milhões, a cada dia se descobre mais uma grande fraude.Sortudos homens e mulheres em altos cargos na sociedade e na política, supostamente ainda dão a mão a familiares e amigos, abrindo-lhes portas onde tem entrado sem concursos para a função pública, e ninguém parece se importar bastante, nem o bloco de esquerda! Estranha hipocrisia que favorece só alguns!
Quantos recém licenciados sem qualquer formação ativa, além da parca académica, cheios de vícios de borga, muita mania e vaidade, que da vida só sabem seduzir, comer e beber, vivem de mesada e extras, com mordomias e governantas em casa, nem a cama sabem fazer, filhos de gente bem posicionada e com conhecimentos diversificados entram diretamente para assessoria de Secretários de Estado e de Ministros a auferir à roda entre 3 a 5 mil euros (?) enquanto outros, os que não tem "cunhas" sobrevivem em caixas de supermercados a receber o ordenado mínimo, outros emigram , e os que teimaram ficar a desempenhar funções na sua área ou outra, ganham o mínimo estabelecido por lei, pouco mais de 1300 euros(?) sendo que todos são filhos de Deus e gente deste País. Não é justo a tamanha desigualdade!
Afinal que País é este que tem bons Inspetores na Judiciária, que a cada semana " agrilhoa alguns corruptos com alto sucesso"para depois o Direito dar direitos e mais direitos  às supostas vítimas, com recursos e mais recursos, e assim se vão ilibando e safando com diminuição de penas, ou absolvidos, seja pelas contas abarrotar de soma astronómica com que podem pagar a boas equipas de advogados que surpreendentemente e tamanha perspicácia em enxergar de olhão falhas nas malhas da lei  que na sábia interpretação na barra dos tribunais defendem brilhantemente os seus clientes em pujança e glória  ...
Coitados daqueles que tem de pedir apoio jurídico para defender as suas causas. Há tanta injustiça na justiça. Falar de equidade de justiça equitativa e continuar a manter estas situações imorais neste País, é coisa que doí muito em Gente de Bem, que no mínimo só se sente envergonhada. Porque na verdade este País não devia permitir tamanhas afrontas infringidas ao povo. Mas já bem dizia o outro...o povo é sereno!
Ao que parece não devolvem o dinheiro ganho em tramóias com a corrupção(?). A ser verdade o DEVIAM ATÉ AO ÚLTIMO TOSTÃO.
Só com boas iniciativas se diminui a CORRUPÇÃO. Instauração de processo disciplinar na empresa com despedimento de justa causa.
Obrigatoriedade de inscrição nos centros de emprego como desempregado
Sem poder voltar a exercer cargos na função pública . 
Devolução ao Estado de todo o dinheiro auferido que não tenha comprovativos de ser proveniente de honorários recebidos.
Se pensar que após o 25 de abril uma maioria  desta gentalha sem escrúpulos soube aproveitar o êxodo rural para as cidades, sobretudo para a capital, vinda de terriolas dos confins das serranias, alguns sem eira nem beira, cedo souberam enxergar as oportunidades e facilidades que o governo instaurou na educação para tirarem os seus cursos, fosse a preceito ou sem ele, e com diplomas nas mãos, se afirmaram na politica a pensar no trampolim para cargos de administração de Bancos e outras grandes empresas que foram do Estado ou parcerias...Sem ninguém que neles apostava sequer equacionar a mais valia do seu conhecimento(?), apenas a valia da cor politica (?). Supostos pelintras gabarolas a desfilar em vaidades de peito altivo e crista alta, ainda gozam com o sistema, meia dúzia avantajada de corruptos, ladrões de colarinho e luvas brancas, branqueadores de capitais  usam e abusam do tráfego de influências e ainda as fugas de milhões para off shores e,...quem olha desprevenido para esta seita até parecem ter cara de "Santinhos" ... deviam ser capados! Que também morrem! O certo era o pagamento de imposto sucessório na herança de milhões roubados e recebidos de subornos deixados em testamentos a mulheres, amantes, filhos, enteados e amigos ...odeio cabalmente gente oportunista que singra à conta de "cunhas", favores de terceiros e compadrio, passando a perna aos demais, descaradamente, de sobeja humildade e melhor craveira para o trabalho.Pobre Portugal e pobres, é tanto Português!
Ser Grande é todo aquele que singra por mérito próprio no trabalho, sabe reconhecer o valor do dinheiro poupando algum a pensar no dia de amanhã, acaso ocorra alguma eventualidade.
Deixei-me levar pelo entusiamo com a falta de justiça , afinal grande injustiça...mas e a ponte?
Momento da troca do nome da ponte-, algumas letras foram reaproveitadas as outras não se sabe o paradeiro... 
Imagens históricas e  raras da Ponte Sobre o Tejo quando começou a ser construída a 5 de Novembro de 1962, sendo inaugurada a 6 de Agosto de 1966.
A empresa construtora  era a norte-americana United States Steel Export Company. 
Curiosamente a nossa ponte é muito comparada à famosa ponte Golden Gate nos Estados Unidos, na verdade os construtores não foram responsáveis pela construção dessa ponte, mas sim da menos conhecida Ponte da Baia de Oakland, que fica muito próxima da Golden Gate, em São Francisco, e que à excepção da cor é na realidade muito mais semelhante à ponte Sobre o Tejo com a mesma caraterística da junção dos pilares em forma de “X”.
Fotos a preto e branco no decorrer da construção
O Infante D. Henrique no Padrão dos Descobrimentos em Lisboa a desafiar o Cristo Rei em Almada
Foto no Museu de Almada
A menina por certo é filha de gente endinheirada para ter ao tempo máquina fotográfica, teria piada se fosse a Júlia Pinheiro, que viveu em Almada(?) mas quem quer que seja é uma criança amorosa que não teve medo de se deixar fotografar na arriba  do talvegue.

Pilares - o a norte assente em basalto a uma profundidade de 40 metros, o a sul a 82 metros. Aqui com os cabos suspensos
Foto tirada do alto do Cristo Rei.
Ao tempo por a obra ser emblemática para Almada houve professores que solicitaram aos seus alunos para fazerem um desenho da ponte. O meu marido então aluno na Escola Emídio Navarro ia à missa na Igreja do Castelo e  no domingo seguinte ao pedido fez o seu desenho no miradouro do Jardim, sem o tabuleiro estar unido. Todos os trabalhos foram expostos na Escola, o dele nunca mais lhe pôs a vista em cima... signo escorpião tem talento para o traço e para as proporções, sendo muito perfecionista!
 Do lado de Alcântara


Acessibilidades para a Ponte o Viaduto Duarte Pacheco

Malha em rede do piso
Portagem em Almada
A meio da colina no Pragal, a Ermida de Nossa Senhora, Mãe de Deus e dos Homens .

Praça da Portagem em 1966 com cinco cabines e o pagamento fazia-se vindo de Lisboa para Almada. Hoje é ao contrário.
 Teste de carga antes da inauguração da ponte
Teste de carga
No dia da inauguração notícia na primeira página do Diário de Notícias
Diário Popular
Programa das comemorações entregue aos convidados
Sábado, dia 6
10,30 horas – Cerimónia da inauguração da Ponte
13,00 horas – Chegada do Cortejo que acompanha Sua Excelência o Chefe do Estado à Praça Afonso de Albuquerque e desfile em frente ao Palácio de Belém.
A ponte ficará aberta ao tráfego a partir das 13,30 horas
00,30 horas – Fogo de artificio no rio e nas colinas da margem sul.

Domingo, dia 7
09,00 horas – Regatas de remo e vela, provas de natação na área compreendida entre a Ponte e a doca de recreio em Belém, Porto Brandão e Trafaria.
10,00 horas – Missa campal no Santuário de Cristo-Rei
19,30 horas – Tourada de gala na Praça Carlos Relvas, em Setúbal.
21,30 horas – Iluminações Públicas e arraiais em Lisboa, Setúbal e Almada. 
 Mensagem da Câmara Municipal de Lisboa enviada a Salazar
O movimento rodoviário de camions acabou fatalmente com as fragatas no corropio do Tejo...

Vistas da Portagem a cores

Vídeo da história da ponte 25 de abril
 A ponte 25 de abril é considerada a mais bonita da Europa
 Ponte vista do miradouro do Seminário Maior de Almada
 Miradouro do Castelo de Almada
 Do castelo a descer para o miradouro da Boca do Vento
 Dia da Marinha em 2015 no Tejo a bordo de uma lancha
A ponte continua a ser a ligação mais importante entre o norte com o sul, apesar da existência de outra também importante-, a Vasco da Gama-, pontes emblemáticas de grande significado e riqueza para o progresso deste País-, ainda assim diferentes e cumulativamente belas, do tabuleiro de cada uma emana paisagem maravilhosa, sublime, encantadora pela arquitetura da estrutura suspensa a olhar o imenso céu que delas se avista sem fim e das margens grandiosas de talvegues, arribas, escarpas ou simplesmente baixios de dunas, onde se vislumbram salinas com garças e cegonhas, no Tejo a toda a hora desfilam imensos barcos, de transporte de pessoas, mercadorias, rebocadores, da marinha, faluas turísticas e de recreio, é de novo o Tejo invadido por tanta embarcação como no tempo dos descobrimentos!
O Tejo é vida!
O que correu menos bem? O Estado não tem tido na sua assessoria gente com talento na arte jurídica para o proteger e defender de prejuízos nos contratos que estabelece com as empresas, favorecendo estas em prol do que devia ser protegido, o Estado. Em todos, mais cedo ou mais tarde se encontram graves prejuízos para o Estado...No caso da ponte, a suposta Lusoponte aufere anualmente mais de 40 milhões com as portagens, tendo apenas a seu cargo a normal e diária manutenção, sendo que as grandes obras são a cargo das Infraestruturas de Portugal. Não faz qualquer sentido. Se a exploração foi entregue à Lusoponte, se lucra aos milhares anualmente, deve suportar toda e qualquer despesa com a ponte, e não as Infraestruturas de Portugal. Quem patrocinou o elevador panorâmico a norte para turistas e outros tirarem fotos? Os contratos do Estado devem ser revistos, e salvaguardar os interesses do Estado. Acaso venha a Lusoponte não aceitar a renegociação deve a exploração da ponte reverter para outra empresa . O certo era ser o Estado a tomar conta da ponte na exploração das portagens, baixando substancialmente o preçário, favorecendo todos os que tem de a utilizar, porque as portagens são altamente caras!
E ainda assim auferir lucro para suportar a gestão de portageiros e da sua manutenção, ficando o saldo remanescente para emergências.Na verdade o País mostra-se deficitário com rombos de milhões  a toda a hora para acudir a catástrofes de toda a natureza,  para suprimir tanta preocupação e despesa extra deviam estar salvaguardados todo e qualquer contrato na obrigatoriedade de contemplar rácios de solvabilidade, em que as empresas detentoras do investimento tem a obrigatoriedade de colocar uma determinada percentagem dos lucros de lado para poder acudir a  imprevistos de grandes obras na vida da ponte, aparentemente nova mas já com 50 anos.
Desculpem qualquer coisinha, apenas acabei aos 50 anos o 12º ano nas Novas Oportunidades, ainda assim foram 1150 horas, que me ajudaram na escrita corrida, tendo sido bancária, a emitir pareceres técnicos com poucos caracteres, ainda não haviam mensagens nos telemóveis já eu as usava para mais dizer.
FONTES
http://www.diglemag.com/interessante/imagens-raras-da-construcao-da-ponte-sobre-o-tejo/
http://www.ponte25deabril.com/curiosidades-ponte-25-de-abril.html
Fotos google

7 comentários:

  1. O camião da Galp Gás na foto do teste de carga, é suposto ser piada?

    ResponderExcluir
  2. Caro anónimo o camião tem o símbolo da Galp Gás mas o letreiro junto da matrícula diz Metarbás. O teste de carga existiu mesmo para testar a ponte quanto ao peso que aguentava.A ponte abateu à volta de 1 metro, para voltar à posição inicial porque tem juntas de dilatação e por isso elasticidade, trata-se de uma ponte suspensa, os pilares só aguentam os cabos e estes aguentam o tabuleiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, mas a questão é que à data não existia a Galp. Por isso só pode ser montagem...

      Excluir
  3. Um autêntico documento histórico.Parabéns por este trabalho de pesquisa.

    ResponderExcluir
  4. Caro Rovato muito obrigado pela cortesia da visita e pelo elogio à crónica.
    Cumprimentos
    Isa

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado por mostrar a verdade sobre a Ponte Salazar. A ponte 25 de abril não existe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem haja pela cortesia da visita e pelo comentário. O eterno problema é que o povo se cala.Ainda bem que somos dois contra, a contestar e jamais nos calamos, por isso falei!

      Excluir

Seguidores

Arquivo do blog